423-4237261_china-bamboo-wash-chinese-ba
Oriental graphic element

Acupuntura

Nas proximidades do local onde arqueólogos descobriram vestígios do chamado Homem de Pequim, que teria vivido no Período Neolítico, foram identificadas agulhas de pedra (chamadas de bian) e ossos pontiagudos que os habitantes dali empregaram para várias finalidades, como costurar roupas ou drenar pústulas na pele. Essas agulhas e ossos primitivos teriam sido os primeiros rudimentos da acupuntura de que se tem conhecimento.

Sob o ponto de vista lendário, há também há também uma versão para o nascimento da milenar arte da acupuntura. Segundo uma antiga lenda, certo general chinês teria sido ferido no calcanhar por uma flecha durante combate aos invasores mongóis. O ferimento não teve gravidade e o general logo se recuperou, mas, curiosamente, após o incidente desapareceu também uma lombalgia que por anos o vinha afligido. A acupuntura teria começado ali, pelo entendimento de que o estímulo de certos pontos do corpo, mesmo que afastados fisicamente do local de manifestação de uma doença, tem ação benéfica no sentido de sua cura.

Com base nessa lenda, pode-se cogitar também que a moxabustão(aquecimento de determinados pontos de acupuntura por meio da queima de uma erva, a artemísia) teria nascido do acaso. Algum observador mais atento teria constatado, por exemplo, que o calor de uma fogueira sobre determinados pontos do organismos traz alívio à dor e estimula a circulação de energia pelo corpo.

423-4237261_china-bamboo-wash-chinese-ba
Bullet point

Acupuntura Sistêmica

Bullet point

Craniopuntura de Yamamoto

Bullet point

Moxa

Bullet point

Eletroacupuntura

Bullet point

Ventosaterapia

Baixe nosso material

Especialidades

Oriental graphic element

Clique na especialidade para mais informações.

1_21_170727112451_adesivo-de-parede-pass
 
IMG_0254.jpg
1_21_170727112451_adesivo-de-parede-pass

O Tsuru

Escolhemos o tsuru (cegonha) como logotipo de nossa clínica porquê essa ave é considerada há séculos no Japão, como um símbolo de saúde, bem-estar, boa sorte e felicidade. O tsuru habita principalmente a região dos lados ao norte da ilha Hokkaido e é um dos tesouros das numerosas tradições do país. Para os japoneses, o tsuru simboliza também a fidelidade (a ave se mantém fiel ao companheiro ou companheira por toda a vida) e longevidade (pois, segundo a lenda, ele vive por mil anos).

Para os praticantes de origami, a tradicional arte japonesa de dobraduras de papel, o tsuru tem sido um dos temas preferidos, inclusive pela facilidade de execução por principiantes. Quando uma pessoa faz dobraduras de tsuru com a mente voltada para um objetivo, ela o alcançará quando completar mil tsurus.

Depois da Segunda Grande Guerra, a dobradura do tsuru passou a simbolizar também a esperança de paz, graça à história de perseverança de uma menina de 12 anos chamada Sadako Sasaki. Tendo sido diagnosticada como portadora de leucemia, em consequência da irradiação provocada pela bomba atômica lançada sobre Hiroshima, Sadako se propôs a fazer mil dobraduras de tsuru.

Inicialmente ela pedia por sua saúde, mas ao saber que a doença fora provocada pela bomba atômica, passou a pedir pela paz: “Vou escrever paz em suas asas e vocês voarão pelo mundo”. Embora Sadako não tenha atingido o objetivo proposto, tendo falecido em 1955, seu gesto inspirou no Japão a tradição de enviar conjuntos de mil dobraduras de tsuru ao Memorial da Paz em Hiroshima como símbolo do desejo de todos pelo desarmamento nuclear e pela paz mundial. Sadako chegou a fazer 644 tsurus e seus colegas de escola dobraram os pássaros falantes para que fossem enterrados com ela.

 

"The healer you have been looking for
is your own courage to know and love yourself completely"